by

Regresso a França, costa norte e Paris ( C/VIDEO ).

Share / Partilhar:

Depois do Luxemburgo, 27º e ultimo país novo desta viagem começa a cheirar realmente a regresso a casa, voltando à França que apesar de não ser dos meus países favoritos é tal como Espanha obrigatório no regresso a Portugal, como tal desta vez fiz a parte mais a norte da França com um desvio ao centro para visitar Paris, visitei as capitais de todos os países onde passei excepto a Espanha, não podia deixar Paris de fora da viagem.

Comecei por Reims, era a cidade mais próxima do Luxemburgo e não era um grande desvio antes de Paris, é a capital do champanhe mas não o cheguei a provar, o meu orçamento não é para esse tipo de turismo, a cidade não é muito grande e sinceramente só fiquei uma tarde por lá mas deu um agradável passeio a pé.

Segui depois para Paris, não me aventurei com a carrinha perto do centro mas fiquei perto de uma estação de metro mesmo a saída da circular externa da cidade, 2€ por viagem, não foi o fim do mundo apesar de eu preferir andar a usar os transportes públicos, há um limite para o que eu consigo andar num dia, e as coisas numa numa cidade destas estão distantes o suficiente para atingir esse limite mesmo sem andar 6km da carrinha até ao centro da cidade.

Não vou entrar em detalhes sobre a “Cidade Luz”, há blogs melhores para isso, e ninguém vai a paris 4 dias e gasta só 15 ou 20 euros, andei muito a pé estive perto do Louvre, andei pelos Campos Elísios, subi até ao Moulin Rouge, à Basilica de Sacre Coeur que tem a melhor vista da cidade se forem forretas para subir a Torre Eiffel, por onde passei também depois do Arco do Triunfo, e ainda dei um salto a Notre Damme para ver se encontrava lá o marreco da Disney, e como tem sido hábito nesta viagem se há um sitio carregado de “cadeados do amor” eu vou lá também, tem mais piada se virem no vídeo, prometo.

Sai de Paris em direcção à costa, com uma paragem por Tours, um importante terminal ferroviário, com uma zona antiga bastante interessante para explorar, deu para ficar dois dias e caminhar um pouco, Paris foi agitado para alguém que não gosta muito de grandes aglomerados e tinha de relaxar um pouco.

Seguiu se finalmente a costa, pessoas que vivem em carrinhas gostam de estar perto da praia é um facto, ou nas montanhas se tiverem uma plantação de cannabis para tratar algures (não quero com isto ofender ninguém, mas não houve uma fronteira que não me tivessem parado e a palavra cannabis não surgisse), na costa parei em La Rochele, e Royan, fiquei mesmo na praia e sinceramente não explorei muito as cidades, mas é uma zona bastante agradável para uns dias de caravana, apesar das dificuldades em estacionar em toda a costa na França, fora da época alta é relativamente calmo.

Passei depois para Bordeux, que me surpreendeu bastante, não tem propriamente muitas atracções, mas é a capital do vinho, e tem uma taberna portuguesa algures pelo centro. Mas é agradável, há alguns locais onde permitem o estacionamento de caravanas perto do museu “Cité du vin” e a cidade tem muito movimento e vida na marginal junto ao rio desde esse museu até ao centro, e o centro inclusive é bastante agradável.

Para terminar fiz uma ultima paragem antes da fronteira para Espanha em Bayona, uma pequena cidade histórica também bastante agradável se estiverem pela região.

E foi isto que fiz em cerca de duas semanas por França, não aprenderam muito sobre o pais neste artigo mas aposto que e divertiram, fiquem com o vídeo e fotos que tenho destas semanas.

VIDEO

FOTOS

Para acompanharem mais de perto as minhas aventuras, sigam-me no Instagram , Facebook e Youtube

Share / Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *