by

Itália, Vaticano e San Marino – É bom, mas podia ser melhor. (C/VIDEO)

Share / Partilhar:

Depois de pouco mais de um mês as voltas pela Itália, já percebo umas coisinhas sobre como as coisas funcionam por lá.

Para quem conduz em Itália há algumas regras a apontar, um duplo continuo, continuo ou uma raia na estrada significa que é um espaço livre para ultrapassar, a velocidade máxima só se aplica quando há um radar devidamente identificado com bastante antecedência, se pararem numa passadeira para deixar alguém passar os outros condutores não vão gostar e vão reclamar disso.

Para os peões se quiserem passar a passadeira e não houver um sinal, a única forma é atravessar e rezar para que os carros parem, parar em frente à passadeira não é indicativo suficiente de que queremos passar.

Ouvir rádio na Itália é a melhor forma de aprender a língua, de 10 em 10 minutos de conversa lá aparece uma musica.

Há muitos jardins, e alguns lindíssimos, mas podiam aprender muito com os Franceses no que toca a fazer a manutenção dos mesmos, a maioria são um pouco desprezados

Ao fim de um mês e meio não percebi quantos tipos de policia há nem as competências de cada um mas são muitos, não estou a contar com as policias locais de cada cidade nem com o exercito que está presente e visível em todos os pontos turísticos relevantes.

Por falar em pontos turísticos, vendedores de bugigangas africanos e indianos estão em todo o lado e são chatos que dói, para compensar os artistas de rua são normalmente bons, há também muitos sem abrigo e pedintes, especialmente a volta do Vaticano.

Para quem gosta de comida barata podem comer uma pizza marguerita (pão com queijo e tomate) e beber uma bebida de lata por 5 ou 6 Euros nas casas de kebabs.

Parar uma caravana perto da praia fora de um camping é uma tarefa quase tão dura como no sul da França, mas é possível em alguns pontos, muita atenção aos sinais de estacionamento antes de pararem.

Os maluquinhos do futebol são iguais ou piores que os nossos e povoam os cafés com as guerras do costume.

A cerveja em Itália é na maioria Alemã isso é positivo, uma cerveja de pressão custar o mesmo que na Alemanha já não é tão agradável, especialmente quando se paga quase o mesmo pela cerveja que pela prato principal na refeição.

Juro que este é o ultimo ponto negativo, quase ninguém fala uma segunda língua alem dos estrangeiros e emigrantes mesmo em zonas turísticas é difícil falar com a policia ou alguém de uma loja em inglês, estranhamente até com os mais jovens é complicado, e eu até entendo italiano apesar de não conseguir falar, não imagino como será para alguém que não entenda nada. Nestas alturas já dão jeito os tais indianos e africanos chatos, falem antes com eles.

OK, já chega de queixas, nem tudo é mau na Itália, todos os edifícios, ruínas e até cemitérios (gasta se muito em campas nesta terra, no vídeo podem ver o cemitério Monumentale de Milão, só para terem uma ideia) são autenticas obras de arte e valem a pena visitar. Há muita animação nas cidades ao longo de todo o ano, e qualquer terrina tem Wi-Fi gratuito no centro.

Sei que no verão também há festinhas ao bom estilo Português um pouco por todo o lado.

As pessoas vivem e gostam de ciclismo, o Giro D’Italia é um ponto alto do ano e as pessoas saem é rua para ver de perto os heróis.
Por falar em Ciclismo, antigas linhas de caminho de ferro junto à costa e no interior são sempre reaproveitadas como ciclovias, há algumas com dezenas de quilómetros com alcatrão, sinalizadas e com algumas estruturas de apoio. No Lago di Garda, fiz uma das melhores voltas de btt da minha vida partindo do topo do Monte Tremalzo a 1800m de altitude e a terminar no lago ao nível do mar é uma zona linda, e para quem faz férias para pedalar, vale bem a pena adicionar esta zona como ponto a visitar.

A comida a sério, fora dos centros turísticos é fantástica, queijos e enchidos, massas caseiras e pizzas no forno a lenha são uma perdição. E sinceramente até a montra do take away do supermercado tem bom aspeto em Itália.

O artigo já vai longo e muitos de vocês já não vão ler até ao fim, vou acabar por aqui dizendo que não se deixem levar pelos pontos negativos que referi, o pais é lindo e diversificado e é de visita obrigatória para qualquer turista. Venham a Italia.

VIDEOS

FOTOS

 

Para acompanharem mais de perto as minhas aventuras, sigam-me no Instagram , Facebook e Youtube

Share / Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *