by

10 meses a viver numa carrinha, todos os detalhes, mitos, custos e desculpas.

Share / Partilhar:

Já terminei a minha viagem de 2017 à vários meses e nem ia fazer este artigo, mas após alguns pedidos de quem me segue e que desde já agradeço por isso. Neste artigo vou expor os custos totais da viagem, alguns outros números e partilhar algumas coisas que esta aventura me deu.

Vou começar por resumir a viagem, arranquei a 16 de Fevereiro de 2017 de Pinhal Novo, e regressei ao mesmo local a 16 de Dezembro do mesmo ano, irei publicar a rota da viagem no final do artigo, aqui vão alguns números:

– 21150 Km feitos

– 27 Países visitados

– 300 dias de Viagem

Quanto a custos foram os seguintes:

2784€ em combustível para a carrinha e gás

1495€ em comida, cozinhei muito na carrinha mas fui várias vezes comer fora, e está aqui contabilizado tudo, incluindo, cafés, gelados, copos, etc…

1544€ em extras, inclui tudo o resto (Multas, avarias na carrinha, bilhetes para eventos e atividades, acidentes, troca de telemóvel, seguros extra, portagens, taxas fronteiriças, etc…).

5823€ valor total

Tabela com valores médios diários e mensais.

Tabela Final de custos 2017

Face a tudo isto, gastei um valor considerável, mas não superior ao que pagaria em renda de casa e despesas gerais durante o mesmo período de tempo, muita gente utiliza a desculpa do dinheiro para não fazer uma grande viagem, e esta é uma das mais utilizadas, estes números provam que é mais uma questão de prioridades e gastei em média menos que o salário mínimo em Portugal atualmente e sinceramente poderia ter sido um pouco menos, mas a vida é para ser vivida e algumas vezes sabe bem um jantar fora ou uma noite de copos.

Outro dos mitos das viagens e desculpa comum das pessoas é a segurança, a Europa é provavelmente o continente mais seguro do mundo, há que ter cautelas claro, mas também o temos de fazer no nosso dia a dia, as pessoas não são geralmente como os noticiários nos levam a querer, também há a mesma ideia de perigo para a mulheres a viajar sozinhas, talvez seja um pouco mais perigoso sim, talvez sejam necessárias mais cautelas mas em conversas com algumas viajantes de longa duração que conheci percebi que é possível e não é assim tão perigoso, em especial na Europa.

Quero deixar uma mensagem também para as pessoas que tem sonhos e ideias deste género ou seja o que for, muito sinceramente vão, comecem a preparar tudo hoje, vendam a vossa tralha, juntem o dinheiro que conseguirem, se não conseguirem licenças sem vencimento, podem se despedir, não é o fim do mundo, as pessoas mudam de emprego, faz parte da vida. Se acham que fazer isso é a loucura que a maioria das pessoas vos vai dizer que é, é mentira, elas nunca o fizeram, não fazem ideia. A realidade é que quando voltarem (se quiserem voltar) vai estar tudo na mesma, a única mudança estará em vocês próprios, na vossa experiência de vida, na vossa forma de encarar o mundo e a vossa breve presença na terra. O dinheiro gasto recupera-se o tempo de vida que não for aproveitado já não o será.

Agradeço a todos os que me seguiram ao longo desta viagem que espero que seja a primeira de muitas, agora vou parar um pouco com as viagens e concentrar me noutras ideias relacionadas que vou continuar a partilhar aqui oportunamente.

Até lá boas viagens e sigam os vossos sonhos.

Fiquem com um vídeo relativo a este artigo, e mapa da viagem.

VIDEO

ROTEIRO

    Para acompanharem mais de perto as minhas aventuras, sigam-me no Instagram , Facebook e Youtube

    Share / Partilhar:

    4 comentários


    1. // Responder

      Realmente e olhando para a evidencias é possivel fazer uma Aventura destas sem grandes gastos.Obrigado pela partilha tao pormenorizada desta voltinha pela Europa.
      Um Abraço e Boas voltas.


    2. // Responder

      Muito bom!!!! Sugestão, partilhe algumas fotos!!! De resto mto bom!!


    3. // Responder

      Ewee o melhor blog de viagem sem planos, uma verdadeira aventura.
      Ya este é o espírito da aventura, romper com os requisitos sociais e viver a vida como deve ser vivida.
      A Europa é fantastica e esta é a melhor maneira de a descobrir.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *